domingo, 18 de março de 2012

Às vezes apegamo-nos demasiado as pessoas, preocupamo-nos demasiado e pensamos que elas irão ficar sempre nas nossas vidas, e de repente, desaparecem, é como se uma parte de nós também tivesse sido levada, e fica um vazio. Um espaço que parece não poder ser ocupado por mais ninguém pois, cada pessoa é única e nunca substituível.
Preciso tanto de saber que continuo a poder contar contigo, M. :/

Sem comentários:

Enviar um comentário