terça-feira, 13 de agosto de 2013

"Tenho um nó na garganta, uma dor no peito, sinto-me quase sem ar até, e não, não é devido ao calor. a razão não tem nada a ver com a meteorologia, mas sim comigo. Pergunto-me se terei algum problema.. será que é isso? Será que tenho? Ou é esta cidade? Nãã.. devo ser mesmo eu. Sinto-me estagnada, enquanto toda a gente avança com a vida, aqui estou eu a escrever isto porque me sinto perdida, e “ninguém” tem interesse em mim, serei assim tão merdosa? Serei tão insignificante, tão desinteressante?! Ok, já percebi que o problema deve ser meu, mas então qual é ao certo? O que faço eu de mal? Se vou andar atrás de alguém já sei como eu, só me esforço e acabo na porcaria porque nunca vale a pena, e nunca sou boa o suficiente, portanto fico aqui, assim.. à espera.. do que parece que não vai acontecer. E é sempre isto, é sempre este o meu problema. Porquê que não há alguém que me ache piada e eu também ache? Quer dizer supostamente há né.. mas não faz nada, e eu tenho medo da rejeição portanto.. mas gostava, gostava mesmo.. enfim..  Gostava que fosse com essa pessoa o recomeço, o recomeço daquilo que sinto falta." 
Escrevi isto no dia 1 de Agosto, no outro blog, mas aqui é que tem mesmo que estar.. 

Sem comentários:

Enviar um comentário